17 de novembro de 2011

Hamburguinhos: sejam bem-vindos!

Demorou mas encontrei, na ilha, um hamburguer de verdade. E que hamburguer. Num local improvável, num bar da moda, super badaladinho, mas que pelo jeito leva a sua comida a sério.
E fico muito feliz por isso!
Já havia ido ao Benvenuto Bar quando inaugurou, mas nada me chamou muito a atenção por lá, exceto o fato de eles servirem a Leffe Brune, mas que infelizmente não durou muito tempo.
Mas a última gloriosa descoberta foi a porção de mini-hamburguinhos!!! São 3 delicinhas, cada um com um queijo diferente: Mozzarela, super cremosa, bem derretida. Brie: um "naco" bem servido, sem economias. Cheddar: Pasmem, "o queijo" de verdade, nada daquelas fatias quadradas de mistura de gordura vegetal e queijo processado sabor cheddar.

Quando a garçonete chegou com o prato, uma importante propriedade pode ser observada quando se pede hamburguer: é a proporção entre altura do pão e grossura da carne. Nesse caso, estava perfeito, os hamburgueres, mesmo sendo mini em diâmetro, eram altos, gordos e suculentos. Isso já foi um ótimo indício de que o prato valeria à pena.
O fato de ser mini também nos leva à hipótese de que o pão deveria ter sido feito especialmente para aquele prato, ou para o estabelecimento, eliminando as chances de ser um pão de hamburguer regular-ruim comprado em qualquer mercado. Ponto para o Benvenuto!
Extremamente saborosa, a carne estava no ponto ideal de cozimento, perfeitamente salgada e muito muito muito gostosa. Os queijos cumpriram seu papel, e o cheddar teve destaque. Arrisco dizer que foi um dos melhores, senão o melhor hamburguer que já provei.
Para acompanhar, pedimos batatas fritas, que vieram servidas graciosamente numa cesta de fritar, e acompanhadas da queridinha das frituras: a maionese caseira verde! Sem ela, nada mais faz sentido…
Para acompanhar, uma Franziskaner Hell é uma ótima pedida. Para finalizar ou esperar o pedido, o Cosmopolitan de lá, extremamente bem executado, é uma boa opção também.

Esperando que não tenha sido um dia de sorte, posso dizer que o atendimento estava excelente, a banda muito boa (competindo com o UFC ao vivo), e foi uma noite ótima. Mesmo com as televisões enormes totalmente dispensáveis (não entendo porque sair de casa para se é para assistir tv), isso não estragou o clima do local e a boa experiência gastronômica.





Benvenuto Bar
Av. Madre Benvenuta, 1248, Santa Mônica,  Florianópolis.

4 comentários:

  1. Ricardo Antunes da Costa17 de novembro de 2011 17:55:00 BRST

    O Bienvenuto tinha Leffe Brune?! Eu não acho ela em lugar nenhum! Pena que não tem mais.

    ResponderExcluir
  2. Pois é! O garçom nos falou que acabaram retirando do cardápio por falta de saída!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o hamburguinho. Falta um pouco mais de respeito às cervejas, mas já ganhou alguns pontos colocando Leffe e Franziskaner. O hamburguer normal não é nada demais. Por isso peça o miniaturizado. Agora, o que foi as tapas do Joy Joy?! Ontem estava humilhando.

    ResponderExcluir
  4. Uma pena que numa segunda visita, os hamburguinhos decepcionaram. Qual o problema que os estabelecimentos daqui de Florianópolis têm em manter a qualidade!? Díficil está cada vez mais, postar uma indicação de local que mantenha o sabor, atendimento e qualidade, já que esses fatores parecem oscilar demais, e fica difícil sugerir e depois não ser xingado!

    ResponderExcluir